domingo, 23 de julho de 2017

OS PROBLEMAS DE DANELLON, A DALLAGNOL PAULISTA

Por Luis Nassif

Não começou bem a história da Lava Jato paulista.
Resume-se à transferência, para São Paulo, do desmembramento de algumas denúncias analisadas pelo STF (Supremo Tribunal Federal), contra réus que não disponham de foro privilegiado. De imediato, ganhou a cara da procuradora Thameia Danellon, lotada em São Paulo, apresentada como a chefe da Lava Jato paulista.

Pelos primeiros movimentos, Thameia representa a face mais comprometedora da Lava Jato.
É ativista política, conforme demonstrou participando ativamente das convocações do MBL (Movimento Brasil Livre) a favor do impeachment. Aliás, é sintomático o fato de terem sido abertas representações contra procuradores que participaram de atos contra o impeachment, e nada ter sido feito contra os que participaram ostensivamente dos atos a favor. Mas, enfim, esta é a cara do MPF.

NO TEMPO DO COLÉGIO SANTANÓPOLIS

O time de Volei do colégio
Uma das constituições da década de 40
Na imagem seis dos muitos atletas da referida modalidade esportiva.
Entre eles, o ex-prefeito Colbert Martins
Deu para identifica-lo?
Pois, pois!
(Blog Santanópolis de 31.10.2009)

MARINA MORENA IMPRESSIONA COM CURVAS EXPLOSIVAS EM IATE

Irmã de Preta Gil e empresária de Anitta, a beldade faz aniversário neste domingo (23.07)

 Aniversariante deste domingo (23.07), Marina Morena está aproveitando a data em grande estilo: a irmã de Preta Gil e empresária de Anitta curte dias de dolce far niente em Bodrum, na Turquia, hotspot fervido do verão europeu.
"PLENA by meu amor #AnthonyBarsoumian", escreveu na legenda de uma das imagens postadas em seu Instagram, na qual aparece tomando sol após um mergulho a bordo de biquíni Adriana Degreas que deixava sua impressionante boa forma em evidência. (VOGUE)

O TEMPO


COMO TEMER MATOU O FIES E TIROU OS POBRES DAS UNIVERSIDADES

Da forma como sair do Congresso, a Medida Provisória 785, do governo federal, que mudará o financiamento do ensino superior, não deve ser capaz de levar o programa a quem mais precisa; o programa que chegou a oferecer 325 mil vagas em 2016 abriu quase a metade - 150 mil - em 2017, sob a gestão de Michel Temer; a MP, que visa corrigir situações de beneficiários e dar sustentabilidade ao programa, limitará a 100 mil estudantes de baixíssima renda por ano a serem beneficiados – antes, esse limite era de 300 mil por ano; além disso, o governo transferirá a bancos privados a concessão de crédito e análise de risco em uma de suas três modalidades; na prática, levarão vantagens estudantes com notas mais altas e perfil mais alinhado com o tipo de cliente de cada instituição financeira

MORO É POUCO PARA DESTRUIR LULA, ANALISA COIMBRA

"Por mais que se empenhe para cumprir a tarefa de eliminar o ex-presidente do pleito de 2018, o juiz curitibano não abala a grande popularidade", avalia o sociólogo Marcos Coimbra, presidente do instituto de pesquisas Vox Populi; ele acredita que o favoritismo ao petista deve permanecer para as eleições de 2018, mesmo após a condenação do juiz Sergio Moro a 9 anos e meio de prisão; isso porque "a condenação de Lula por Moro já estava no cálculo da grande maioria da opinião pública", não houve "nada de realmente novo" com a sentença para os eleitores que já estavam intencionados a votar no ex-presidente

FEIRA ONTEM

Há 21  anos - 1996
Em setembro de 1996 o jornal Feira Hoje completou 26 anos de existência.
Na quinta-feira, dia 5, os leitores foram brindados com uma edição especial.
A beleza da edição ficou por conta do Departamento de Arte.
Sabe quem era o gerente do tal departamento?
Rogério Reis, a "fera" que está na imagem.
Assim que o Feira Hoje deixou de circular, surgiu a Folha do Estado.
Sabe quem estava no novo jornal exibindo sua competência?
A "fera".
Bom dia "fera"!

OS CRIMES DE MORO CONTRA LULA

Por Márcio Sotelo Felippe,
no site Justificando:

Concluído em primeira instância o “processo do tríplex”, de fato constata-se que crimes foram cometidos. Os do juiz. Sobre os imputados ao réu nada se pode dizer.

Trata-se de lawfare. A aniquilação de um personagem político pela via de mecanismos judiciais. A série de episódios grotescos que caracterizou a jurisdição nesse caso não deixa qualquer dúvida a respeito. Só o fato de o processo entrar para o imaginário social como um combate “Moro vs. Lula” evidencia o caráter teratológico da atuação do magistrado. Moro cometeu crimes, violou deveres funcionais triviais, atingiu direitos e garantias constitucionais do réu, feriu o sigilo de suas comunicações, quis expô-lo e humilhá-lo publicamente, manteve-o detido sem causa por horas, revelou conversas íntimas de seus familiares.

JULHO NO TEMPO

Transmissão
- Aos 04 (quatro) dias do mês de julho de 1979 (mil novecentos e setenta e nove), às 17:00 (dezessete) horas, no edifício sede da Prefeitura Municipal de Feira de Santana, Estado da Bahia, o dr. Colbert Martins da Silva, necessitando ausentar-se do Município por período inferior a 30 (trinta) dias, transmitir neste ato o  cargo de Prefeito ao profº José Raimundo Pereira de Azevedo, Vice - Prefeito de Feira de Santana, nos termos do artigo 88 da lei nº 3.531, de 10 de novembro de 1976, do que para constar eu, Christiane Sampaio Peixoto Ribeiro, Chefe de Gabinete, lavrei o presente termo que vai por mim assinado e pelo empossante e empossada.
Christiane Sampaio, Colbert  Martins, José Raimundo, Hosannah Leite, Clovis Lima, ilegivel, Adilson Simas, Celso Daltro, Hermes Sodré, ilegível

AÉCIO DESCE O PAU NO AUMENTO DE IMPOSTOS. DE TEMER? ORA, ORA...

Por Fernando Brito
O senador Aécio Neves, coberto de razão, critica os aumentos de impostos, como o feito por Michel Temer e Henrique Meirelles, no video que posto abaixo.

Mas, claro, faz isso porque não era com eles, mas com Dilma, que pretendia recriar a CPMF.

Num momento de crise fiscal, é obvio que se precisa apelar para aumento de impostos. Mas não aquele que incide de maneira linear sobre uma vasta parcela da população e se reflete nos preços de toda a cadeia de prestação de serviços e de custo de produtos.

Assosta o ex-valente quase-futuro presidente do Brasil da Miriam Leitão e do Merval Pereira, hoje reduzido a primo do Fred na Mala.

CHARGE MARIO ALBERTO


NO TEMPO DE WILSON FALCÃO

Há 10 anos
Fazendo falta
Abril de 2007

Há 10 anos, em abril de 2007, Wilson da Costa Falcão partiu para o “andar de cima.
Deixando de lado a importante presença do médico e desportista nos mais diversos setores da Feira de Santana, lembremos apenas, até em razão do atual cenário nacional, sua passagem pela vida pública.
Wilson Falcão exerceu dois mandatos de vereador, conquistados em 1950 e 1954, foi deputado estadual eleito em 1958, sendo a partir das eleições proporcionais disputadas em 1962, deputado federal ao longo de seis legislaturas.
No Congresso Nacional, como membro da Câmara dos Deputados, onde atuou durante 24 anos, Wilson Falcão dignificou  a Feira, a Bahia e o Brasil.
É óbvio que esta cidade se orgulha de tê-lo como seu representante durante tanto tempo.
É óbvio, também, que sua ausência está fazendo falta na Câmara Federal.

EM TARDE DE FOLGA, WILLIAM BONNER ALMOÇA ACOMPANHADO NO RIO DE JANEIRO

Apresentador do "Jornal Nacional" comeu em bairro tranquilo da cidade

William Bonner aproveitou a tarde de folga para almoçar acompanhado neste sábado (22). O apresentador e editor-chefe do Jornal Nacional escolheu um restaurante no Horto, Zona Sul da cidade.
De camisa polo, jeans e óculos escuros, ele chegou e foi embora no próprio carro e não foi incomodado pelos outros frequentadores do local.
  (QUEM)

DELATOR CONFIRMA O QUE A BLOGOSFERA DIZIA: JATINHO ERA DE CAMPOS

Por Fernando Brito

A Veja desta semana chega perto, mas não revela inteira, a verdade que todos já sabem, menos os inquéritos policiais: o jato que matou Eduardo Campos e abriu as portas para a segunda candidatura de Marina Silva foi comprado pelo próprio, através de seu testa-de-ferro Aldo Guedes Álvaro.

Toda a imprensa sabe, aliás desde que ficou claro que Eduardo Campos aprovou pessoalmente  a comprado avião, ainda em 2014, logo após o acidente.

O processo se arrasta no Supremo, desde 2015.

O “aluguel” do jatinho não só era uma fachada como, saindo das contas oficiais de campanha, representava uma lavagem de dinheiro inquestionável.

Estranha a situação de Marina Silva, desde o resultado das eleições gritando histericamente pela anulação da eleição com base nas fraudes que diz-se ter ocorrido na chapa Dilma-Temer.

Se as contas do candidato a presidente e as do vice são inseparáveis, como decidiu o TSE e defendeu sempre a Rede, as contas da chapa Eduardo campos-Marina Silva, parte integrante de sua campanha, também as devem condenar, porque ela usou o bem fraudado em seus deslocamentos eleitorais.

A “nova política”, os moralistas que apontam o dedo para as mazelas de um sistema político-eleitoral desde sempre sustentado pelo dinheiro das empresas são isso que agora fica claro: cínicos e hipócritas.

JBS DENUNCIA ESQUEMA DE CORRUPÇÃO ENVOLVENDO GOVERNADOR DO MS

Gigante esquema de corrupção da qual a empresa participa começou no Mato Grosso do Sul com falsas vendas de gado, que disfarçavam pagamentos de propina a autoridades no Estado, denunciaram os irmãos Joesley e Wesley Batista em delação premiada; o esquema, que teria durado 13 anos, envolvia o frigorífico Buriti, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) e secretários; Delcídio Amaral, que disputou o segundo turno no Estado em 2014 pelo PT contra Azambuja, também recebeu doação via caixa 2, além do tucano, denunciaram.

TRIBUNA DE MINAS


TÚNEL DOMINICAL VI

Clube publica aviso.

Assinado pelo secretário Emilson Fernandes Falcão (foto) a diretoria do Feira Tênis Clube  publicou aviso informando aos seus associados que “a partir do mês de janeiro próximo somente será permitida a entrada de senhoritas na sede social do clube mediante a apresentação da carteira social feminina, devidamente revisada e expedida pela atual diretoria. 
(Jornal O Coruja de 17 de dezembro de 1956).

TÚNEL DOMINICAL V

Câmara aprova moções.

Na sessão ordinária da última quinta-feira, dia 4 de maio,  a câmara municipal aprovou moções de parabéns pelos aniversários do jornalista Raimundo Gama, diretor do jornal Feira Hoje  e dos deputados federais João Durval Carneiro e Noide Ferreira de Cerqueira. As duas primeiras de autoria do vereador Antônio Carlos Daltro Coelho e a última de Werther Mascarenhas Farias - foto. 
(Jornal Feira Hoje, de sábado, 6 de maio de 1978).

TÚNEL DOMINICAL IV

Associação indica jornalista.

Atendendo solicitação da Associação dos Fotógrafos Profissionais de Feira, a Associação Feirense de Imprensa indicou o jornalista Egberto Costa (foto) para compor o juri que vai escolher os premiados nos concursos de fotografias que serão realizados dia 18 de agosto em homenagem ao Dia Mundial do Fotógrafo. A AFI tem no seu comando Helder Alencar (Feira Hoje), Adilson Simas (Diário de Notícias) e Dorival Oliveira (Rádio Sociedade). 
(Jornal Feira Hoje de 9 de agosto de 1978).

TÚNEL DOMINICAL III

A posse da nova diretoria.

O Clube dos Arquitetos, Engenheiros e Agrônomos empossa no dia 24 a nova diretoria para o exercício de 1975 assim constituída: Marinaldo Carvalho (presidente), Ulisses Pinto Filho (vice), Edison Prado Junior e Marcus Miranda – foto (secretários), Asclepíades Barros e Eduardo Barbosa (tesoureiros), João Inácio do Vale (diretor de sede) Konstantino Von Brandenburg (diretor social) e Benjamim Fontes (diretor esportivo) 
(Feira Hoje de  21 de janeiro  de 1975).

TÚNEL DOMINICAL II

Aniversário antecipado.

O aniversário do jornal Feira Hoje é no dia 5 de setembro, quando completa 27 anos. Mas o vereador Messias Gonzaga (PCdoB) já encaminhou requerimento com moção de parabéns à direção e aos funcionários deste jornal. No requerimento Messias destaca que “o alto grau de confiabilidade, a seriedade com a informação vinculada e a defesa da cidade e dos cidadãos são marcas do jornalismo que o Feira Hoje preserva. 
(Feira Hoje edição 7.150 de domingo, 24 de agosto de 1997).

TÚNEL DOMINICAL I

Gráficos discutem entidade.

Os empresários gráficos de Feira de Santana estiveram em jantar de confraternização, no restaurante do Clube de Campo Cajueiro. Na oportunidade  falaram vários oradores, entre os quais os srs. Martiniano Carneiro  (foto), Pedro Mascarenhas, Rêmulo dos Santos Oliveira e Elio Oliveira, abordando a necessidade de constituição de uma entidade para a defesa dos interesses econômicos da classe. 
(Feira Hoje de sábado, 18 de dezembro de 1971).

sábado, 22 de julho de 2017

A FEIRA DE TEMPOS IDOS

Primeira metade do século passado
Na imagem de um tempo já esquecido, o prefeito Heráclito Dias de Carvalho, 'seo' Lolô como era carinhosamente chamado, participa com a população da comemoração do Dia da Árvore, que aconteceu na então denominada Praça da Matriz.
O prefeito, tendo à sua frente três crianças, está no centro da imagem de terno cinza, tendo a sua esquerda o sempre elegante professor Áureo Filho e o sorridente padre Mário Pessoa.
Memória
Heráclito foi prefeito da Feira de Santana em dois períodos:
De 21 de fevereiro de 1935 a 28 de novembro de 1937 e de 6 de julho de 1938 a 11 de março de 1943, portanto, dentro da primeira metade do século XX

VALE A PENA VER DE NOVO

Maio de 1979.
O empresário Osmar Torres, do Posto Pirai, suspende o fornecimento de gasolina para a 3ª Ciretran.
A notícia divulgada na quinta-feira, 3 de maio, pelo jornal Feira Hoje, ressalva:
O empresário manteve o fornecimento  apenas para a Delegacia da Fazenda e 2ª Dires.

No caso  da Ciretran, o capitão Durval Carneiro, dirigente do órgão, lamentou mas fez algumas observações na mesma edição do jornal:
- Não haverá  caos por falta de gasolina pois da frota a disposição,  uma viatura há muito tempo está na oficina esperando conserto;
-A komby-escada existente raramente é utilizada;
- O terceiro veiculo que completa a frota na verdade não será  atingindo com a suspensão e explicou:
- Ele serve para a entrega de correspondências, mas também não existe dinheiro para os gastos com correio...


IMAGEM DO TEMPO

Tempos idos
Duas personalidades ilustres
Cid Daltro exibindo aqui embaixo juventude e elegância.
Lourdes Malafaia e a sua elegância no "andar cima".

A BLINDAGEM DOS MP’S A JOSÉ SERRA

Por Luis Nassif

Quando vazaram os dados da agenda de Marcelo Odebrecht no seu celular, os policiais da Lava Jato trataram de colocar uma tarja sobre o nome de José Serra. Quando os arquivos se tornaram públicos, pelo vazamento, não foi difícil eliminar a tarja. O encontro se daria n escritório de Verônica Serra, filha de Serra.
Há mais de vinte anos se conhecem os modus operandos de Serra:
1. Através de contas no exterior, operadoras por Ronaldo César Coelho e Márcio Forte.
2. Através dos fundos de investimento de sua filha.
Se se avançar até seu início de carreira no serviço público se encontrará sinais exteriores de riqueza no imóvel que adquiriu, logo que se tornou Secretário do Planejamento de Franco Montoro e, como tal, o homem que controlava a fila dos precatórios e as aprovações para importações de equipamentos médicos.
Nos anos 90, envolveu-se diretamente com escândalos no Banespa, através de seu sócio Vladimir Rioli; depois, no Banco do Brasil, através de seu cunhado José Marin Preciado e do operador Ricardo Sérgio. MAIS

TRIBUNA DE RIBEIRÃO


XADREZ DE COMO A MONTANHA DE DALLAGNOL PARIU UM RATO

Por Luis Nassif

Peça 1 – o enredo da Lava Jato
Apesar do comando difuso, entre mídia, troupe de Eduardo Cunha, PSDB e Departamento de Estado norte-americano (através da cooperação internacional), a trama da Lava Jato era de roteiro relativamente simples.

Haveria uma ação intermediária, o impeachment de Dilma. Depois, a ação definitiva, a condenação de Lula com o esfacelamento automático do PT como força política.

Houve intercorrências inevitáveis – como as denúncias contra próceres tucanos, rapidamente abafadas -, importantes para se tentar conferir legitimidade política  ao jogo, e um desastre imprevisível: as delações da JBS que atingiram Aécio Neves no peito. Aí o elefante ficou muito grande para ser escondido debaixo do tapete.

Tudo caminhava nos conformes. Inclusive chantagear o grupo que assumiu interinamente o poder, obrigando-o a caminhar com o desmonte do Estado social para conseguir alguma sobrevida política. Depois engaiolá-los como grande gesto final.

Mas cometeram um erro central: apostaram tudo em um cavalo manco, o grupo de bacharéis de Curitiba, procuradores e delegados, e em um juiz sem noção que tocou os inquéritos da Lava Jato.


Aí o plano começou a degringolar.

VALE A PENA VER DE NOVO

Candidato a prefeito em 1996 pelo PFL, Josué da Silva Mello caiu na armadilha do manhoso  José Falcão, que concorria pelo PPB.
 Em um dos muitos debates entre os candidatos o veterano Falcão perguntou ao neófito Josué:
- Vossa excelência sabe onde fica o Ovo da Ema?
Josué desconversou e Falcão contou toda a história do povoado localizado no distrito de Maria Quitéria.
Anos depois, quando já se discutia nomes para as eleições de 2000, Josué já fazendo articulações, foi entrevistado pelo jornalista Jânio Rêgo,  que era o marqueteiro de Falcão em 1996.
Jânio começou a entrevista com uma pergunta venenosa:
- Os correligionários acham o senhor um bom candidato?
Josué já exibindo manha política respondeu na bucha:
- Sim! Se eu era um bom candidato naquele tempo, estou muito melhor agora. Até o Ovo da Ema eu já conheço...

TUCANOS AVISAM QUE BANCADA DECIDIU JOGAR TEMER AO MAR

Lideranças do PSDB comunicaram a interlocutores de Michel Temer que, entre 15 e 20 dos 46 deputados da sigla têm manifestado a pretensão de votar contra a denúncia por corrupção passiva, ou seja, a favor de Temer, o primeiro presidente denunciado por corrupção na história do País; mesmo com o discurso de que já espera a saída do PSDB, o governo teme que, às vésperas da votação, o movimento de mais da metade da bancada da legenda tucana contra Temer influencie outros partidos, como DEM e PPS

VALE A PENA VER DE NOVO

Coube ao vereador Maurício Carvalho (PDT), anunciar  Carlito Moreira (foto 2), também PDT, novo vice-líder do governo na câmara.
Carlito foi a tribuna e começou dando prova de lealdade:
- O prefeito Clailton Mascarenhas ainda será um herói em Feira de Santana.
Quase não terminou o discurso.
 Messias Gonzaga aparteou:
- Não é preciso tanto excelência!
Carlos Coelho bradou sem apartear:
- Acorda o homem!
Completando o trio da oposição o maçom Ribeiro previu:
- O Grande Arquiteto do Universo saberá perdoá-lo!
Na  Tribuna Feirense de sábado, 5 de junho de 1999, o editor Valdomiro Silva (foto 1) escreveu:
- Novo vice-líder governista estreia cometendo gafes...

O COMPADRIO ENTRE O GOVERNO E A JUSTIÇA, EM SÃO PAULO

Por Fernando Brito
Como me referi em post anterior, a jornalista Maria Cristina Fernandes, do Valor, fez ontem uma apresentação na CBN de alguns dos elementos contidos na tese de doutorado de Luciana Zaffalon, na Fundação Getúlio Vargas (íntegra disponível aqui).

Nela, além de repassar dos dados salariais que já abordei aqui, Maria Cristina trata das relações de compadrio do sistema judicial paulista e o Governo do Estado e a Assembléia Legislativa.


O que, pelo andar – ou o não-andar, melhor dizendo – da carruagem das investigações sobre as acusações de corrupção nos governos tucanos em São Paulo, mostra que, aparentemente, gratidão não falta na Justiça paulista.

TEMER TEM R$ 18 MI EM IMÓVEIS QUE ANTES PASSARAM POR SEU OPERADOR YUNES

Família de Michel Temer possui dois escritórios, uma casa e um andar inteiro de um prédio luxuoso, a maior parte de seus bens mais valiosos, tudo comprado do amigo advogado José Yunes, em transações que nem sempre seguiram o padrão convencional, segundo levantamento da revista Veja; Yunes, ex-assessor de Temer na vice-presidência, ficou conhecido na imprensa depois que delatores da Odebrecht revelaram que ele recebeu em 2014 parte de uma propina de R$ 10 milhões repassada pela empreiteira a Temer para financiar campanhas do PMDB; "sociedade" conta com contrato de gaveta secreto, parceria oculta e impostos pagos com dinheiro em espécie; os dois são hoje investigados por corrupção; propriedades somam dez vezes o valor do chamado "triplex" do Guarujá, atribuído ao ex-presidente Lula.

FHC DIZ A GILBERTO GIL QUE TEMER JÁ ERA

Segundo a coluna Radar, declaração foi feita pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso ao cantor e compositor baiano em conversa recente; FHC jamais confiou na estabilidade da pinguela, como apelidou o governo Temer, diz a nota

O POVO


A FORÇA DO QUERER – NEGO DO BOREL COLOCA ELENCO PARA DANÇAR FUNK

Confira os bastidores da gravação da cena que irá ao ar neste sábado, 22/7

Paolla, miga, é hoje! 💃💃💃
Depois de Wesley Safadão, Xande de Pilares e Diogo Nogueira, chegou a vez de Nego do Borel bater ponto na Estudantina. O cantor coloca Zeca (Marco Pigossi), Jeiza (Paolla Oliveira) , Edinalva (Zezé Polessa), Guto (Antônio Carlos) e até Nazaré (Luci Pereira) para dançar funk.

Não perca a cena que vai rolar nesta sábado, dia 22/7. 

A FORÇA DO QUERER – CAIO CONFESSA QUE SE IMPRESSIONOU COM JEIZA

Numa conversa com Cirilo, ele exalta a bravura da policial

Jeiza (Paolla Oliveira) foi brava mesmo quando protegeu Caio (Rodrigo Lombardi) na visita ao morro. E essa atitude está fazendo a implicância que ele tem com a policial diminuir. Mandou até flores para ela!
"Para aquela policial. Se arriscou por mim. Me senti na obrigação", responde Caio.
"Ela te impressionou!", conclui Cirilo.
"Lógico! Uma policial que age com base em “impressões”, impressiona mesmo!".
Estamos vendo nascer um novo shipp, Brasil?

Não perca a cena que vai rolar neste sábado, dia 22/7.